Viagens passadas, presentes e futuras

Um dia em Valência

Continuando o nosso roteiro de 21 dias pela Espanha (clique aqui para ler o roteiro completo), contaremos hoje como foi nossa visita à Valência, uma cidade incrível que abriga, além de outras atrações, o maior Oceanário da Europa.


Entrada do Oceanário de Valência

Para quem não está familiarizado com a cidade, Valência, fundada em 138 A.C., fica na região da Catalunha e é a terceira cidade mais populosa da Espanha. Em função de sua posição geográfica, nos cardápios dos restaurantes predominam os frutos do mar que, combinados com legumes e verduras frescas, criam pratos típicos e característicos como a mundialmente famosa Paella Valenciana.

Além disso, Valência ainda possui uma bebida típica: a Orchata, elaborada com arroz agulhinha, água, canela, leite, leite condensado, rum e baunilha, mas não tivemos coragem de experimentar porque não achamos a aparência minimamente convidativa... hahaha


Como chegar em Valência?
Valência possui um aeroporto, mas também pode ser facilmente acessada por carro e por trens a partir das principais cidades espanholas. Para consultar os horários dos trens, clique aqui para visitar a página da Renfe, empresa espanhola de trens.

No nosso caso, como contamos no post sobre Córdoba (clique aqui para ler), devolvemos o carro alugado e seguimos viagem até Valência de trem. Se essa também for a sua escolha, você deve comprar a passagem de trem até a estação Valência Joaquin Sorolla, que fica no centro da cidade. De Córdoba para lá, foram pouco mais de 3 horas de trem. Uma vez em Valência, você pode optar pelo metrô ou por pegar um táxi na porta da estação de trens para chegar facilmente ao seu hotel.


Onde ficar em Valência?
Nós reservamos o nosso hotel pelo Booking.com e escolhemos o Hotel Lotelito (clique aqui para ver o Hotel). Ele fica em uma área renovada da cidade, com bares, lojas e facilidade de deslocamento. Além disso, era próximo do centro histórico (cerca de 600m da Catedral de Valência) e com um valor de diária razoável.

Como ficamos pouco tempo na cidade, não podíamos perder tempo com deslocamentos longos, então se este também for o seu caso recomendamos ficar próximo à Plaza de La Virgen.

Embora a região do Oceanário e da Cidade das Artes possa oferecer hotéis novos com preços convidativos, não recomendamos que você se hospede por lá, pois é distante do centro da cidade. A não ser, é claro, que você esteja indo para a cidade com algum objetivo específico nessa região. :)


Quanto tempo ficar em Valência?
Nós ficamos duas noites em Valência e, em um dia inteiro, conseguimos conhecer o centro histórico e uma das grandes atrações da cidade: o Oceanário.

Como a cidade não tem muitos atrativos quando comparada a outras grandes cidades da Espanha, um dia inteiro é suficiente para fazer os dois passeios que citamos acima, mas se você tiver mais tempo, o complexo onde se localiza o Oceanário possui ainda mais 3 prédios voltados para Ciências e Artes, o que pode ser bastante interessante, sobretudo para quem viaja com crianças.

No nosso caso, decidimos ir apenas para o Oceanário, já que é o maior da Europa (sim, maior que o de Lisboa!) e aproveitar um free walking tour, como de costume ;)

O que fazer em Valência em um dia?
Se você tiver apenas um dia na cidade, descrevemos abaixo nossa sugestão de roteiro para que você conheça o centro histórico e o Oceanário:


  • O que fazer de manhã: Centro histórico
Como já é de costume, sempre recomendamos um free walking tour para ajudar a conhecer melhor as histórias por trás dos monumentos e acontecimentos históricos da cidade.

Em Valência, fizemos o tour da Free Tour Valência, que começa às 10:30, tem duração aproximada de 2,5 horas e está disponível todos os dias da semana. 

Nosso percurso no Free Walking Tour

O tour começa na Plaza de La Virgen e a primeira parada é o Tribunal de Las Águas. Este lugar possui uma espécie de "algema" que era fixada no pescoço da pessoa considerada culpada por algum crime para que ela sofresse humilhação pública como pena por seus delitos. O sujeito condenado ficava ali acorrentado durante todo o domingo, bem ao lado da Catedral, e todos os cidadãos que iam à missa dominical (praticamente todos na cidade) poderiam ver quem havia cometido o crime.

Em seguida, caminhamos para a Fuente del Turia, um dos símbolos da cidade, que representa o principal rio de Valência (o rio Turia). Para nós, parecia mais uma representação de Netuno, mas acreditamos na explicação da guia :)

Depois, caminhamos até o Palácio de la Generalilat, um impressionante palácio gótico cuja construção teve início em 1421 e que hoje abriga a sede do poder Valenciano.

Um dos pontos mais interessantes da cidade é, sem dúvida, o Mercado Central de Valência. Um galpão enorme, com muita oferta de embutidos, comidas prontas, frutas, proteínas e temperos. Ou seja, dá para se perder fácil por ali com tantas cores e sabores. A má notícia é que fecha cedo, por volta das 15hs, então tente almoçar aqui quando o tour acabar ou se tiver um dia sobrando na cidade.


Mercado Central de Valência


A comida no mercado, além de gostosa, é fotogênica... :) 

Logo na saída do mercado, temos o Lonja de la Seda, um prédio imponente, considerado Patrimônio da Humanidade, inaugurado em 1548 como um grande centro comercial para negociação da seda na região. A arquitetura do prédio demonstra a riqueza da cidade e a importância deste mercado à época.

Uma história triste sobre o local é que, por ser uma área de grande movimento na cidade frequentada por banqueiros e pela elite Valenciana ao longo do tempo, muitas mães abandonavam suas crianças aqui esperando que fossem adotadas por famílias ricas da cidade. Contam que os pais distraiam as crianças pedindo que elas olhassem para o pássaro no topo do prédio do mercado e sumiam no meio da multidão.


Detalhe da estátua do pássaro sobre o Mercado Central de Valência 

O tour ainda segue percorrendo o centro histórico da cidade e reserva algumas curiosidades, tais como um dos prédios mais estreitos do mundo, apresentado abaixo. Mas olhe com atenção, o prédio é apenas uma faixa de janelas!


Um dos prédios mais estreitos do mundo

Por fim, o tour termina no mesmo local de início, na Catedral de Valência, bem em tempo de almoçar! :)


  • O que fazer à tarde: Oceanário
Depois do almoço, pegamos um ônibus do centro de Valência para o Oceanário que nos custou 1,50 euros e o trajeto demorou cerca de 30 minutos. O ônibus nos deixou, literalmente, na porta de entrada do Oceanário. Não tem como errar!


Entrada do Oceanário de Valência

Compramos o ingresso na hora e foi bem tranquilo, não tinha filas e a sinalização era bem eficiente. O ticket de entrada custou 28,50 euros por pessoa (abril/16) e aceitavam cartão de crédito/débito no local. Você também pode comprar o ingresso com antecedência pelo site do Oceanário em https://www.oceanografic.org/ .

Há lanchonetes dentro do complexo do Oceanário e também há um restaurante no "subsolo" rodeado por vários tanques de peixinhos lindos. Porém, o restaurante fecha após o almoço e só volta a abrir à noite, por volta das 19h. Como os preços são "salgados", sugerimos que você se programe para almoçar fora do complexo ou se prepare para pagar cerca de 40 Euros por uma refeição.

O Oceanário é dividido em diversas seções classificadas de acordo com o habitat ou com as espécies que vivem em cada setor. Há pinguins, baleias, leões marinhos, flamingos, crocodilos, moluscos, borboletas e muitos peixes diferentes para apreciar, mas dentre os milhares de aves, mamíferos e peixes existentes, se destacam as seções dedicadas aos Tubarões, o túnel de vidro sob a água e o show de golfinhos que acontece em horários pré-definidos ao longo do dia.


O túnel sob a água é uma das maiores atrações do Oceanário e faz a festa das crianças e dos adultos

Na seção dedicada aos Tubarões é possível ver bem de perto esses animais incríveis. Muitos deles!!! :)


E aí, vai encarar??

Para não perder o show dos golfinhos, veja antecipadamente os horários marcados para o show e fique atento aos avisos sonoros que anunciam o começo do espetáculo, que é uma das atrações mais concorridas do Oceanário. Como há limitação do número de pessoas em cada apresentação, tome cuidado para não ficar de fora.

O tanque de golfinhos é o maior desse tipo na Europa e conta com 26 milhões de litros de água. De acordo com as informações no local, os golfinhos que participam da apresentação foram resgatados feridos ou em condições de maus tratos antes de serem levados ao Oceanário, onde há uma grande equipe de tratadores e pesquisadores para cuidar os animais de forma apropriada.

O show em si dura cerca de 20 minutos e você vai poder ver os golfinhos fazendo inúmeras acrobacias em resposta aos comandos de seus tratadores, para absoluto delírios das muitas crianças que visitavam o Oceanário no dia que fomos.


As acrobacias dos Golfinhos levam as crianças ao delírio

Assistimos o show dos golfinhos no último horário do dia e em seguida fomos embora, cansados mas satisfeitos com a tarde divertida que passamos no Oceanário.

Assim terminamos nosso dia em Valência e nos preparamos para seguir viagem no dia seguinte para nosso destino final na Espanha: Barcelona!

Clique aqui para conferir todos os posts da nossa viagem de 21 dias à Espanha, não deixe de acompanhar os próximos posts e Vamos pelo Mundo!


Booking.com

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário