Viagens passadas, presentes e futuras

Córdoba e sua incrível Mesquita-Catedral

Após alguns dias percorrendo a região da Andaluzia de carro, passando por Sevilha (leia aqui), Pueblos Blancos (aqui), Granada (aqui) e uma pequena parada em Úbeda e Baeza, chegamos à cidade de Córdoba.

Córdoba é muito famosa por sua Mesquita-Catedral, mas a história da cidade é muito rica e remonta ao período do império romano. A convivência entre cristãos, judeus e muçulmanos ao longo dos tempos marca a cidade até hoje.

Ponte Romana em Córdoba

Quanto tempo ficar em Córdoba?
Córdoba está localizada a quase 400 km de Madri, mas em função da viagem durar apenas 1 hora e 40 minutos de trem rápido, muitas pessoas fazem um bate-e-volta a partir da capital espanhola ou fazem de Córdoba apenas um pit-stop entre Madri e Sevilha, que fica a apenas 40 minutos de trem.

Muitos blogs que pesquisamos durante o planejamento de nossa viagem indicavam essa opção do pit-stop, porém nós queríamos conhecer melhor a cidade e resolvemos passar uma noite por lá. No final, achamos que valeu a pena e sugerimos que você durma pelo menos uma noite para não precisar conhecer tudo correndo. Além disso, a iluminação noturna da cidade é muito bonita como você pode ver na foto da ponte romana ali em cima! :)


Como chegar em Córdoba? (com desvios... :)
Córdoba pode ser facilmente acessada por meio dos trens rápidos da Renfe, a companhia espanhola de trens, a partir de Madri ou Sevilha. A viagem nos trens rápidos espanhóis é rápida e confortável, sendo uma ótima opção de deslocamento entre os principais centros urbanos do país para quem não está de carro. Se esse é o seu caso, compre as passagens de forma antecipada no site da Renfe (clique aqui) para garantir os menores preços.

Além disso, você pode fazer como nós e ir para Córdoba de carro, o que te garantirá uma liberdade maior para rodar pela região com calma. As estradas que percorremos para chegar à Córdoba eram ótimas, bem pavimentadas, sinalizadas, duplicadas e seguras.

Nosso roteiro entre Granada e Córdoba

Após sairmos de Granada, desviamos um pouco a nossa rota inicial para conhecer a Oleícola San Francisco, uma pequena fábrica de azeites na região de Jaén (veja o site deles aqui). Esta região da Espanha é a maior produtora de azeites no mundo e o passeio pela oleícola foi muito interessante para conhecermos todo o processo de produção do azeite após a colheita das azeitonas, passando pela seleção das melhores matérias primas até o envase final.

Durante o passeio, além das explicações sobre a extração das azeitonas e produção dos diferentes tipos de azeite, pudemos fazer uma degustação de azeites produzidos com azeitonas em diferentes estágios de maturação. Ao final ainda compramos algumas garrafas com preços convidativos. :)

Degustação de azeites na Oleícola San Francisco

O passeio durou cerca de 1 hora e meia e custou 6 Euros por pessoa. Se você estiver de carro pela região, vale bastante a pena conhecer, principalmente se estiver no período de colheita das azeitonas, no inverno.

Voltando à estrada, resolvemos desviar um pouco mais do caminho para conhecer rapidamente as cidades de Úbeda e Baeza, consideradas patrimônio da humanidade pela UNESCO. Decidimos ir até lá porque já estávamos bem próximos à estas cidades, porém como nosso objetivo final era chegar em Córdoba naquele dia, apenas almoçamos em Baeza e paramos em Úbeda somente para algumas fotos no centro histórico antes de seguirmos viagem com destino a Córdoba.

Basílica de Santa Maria de los Alcázares em Úbeda

Finalmente ao chegarmos em Córdoba, deixamos as malas no Hotel e segui para devolver o carro no subsolo da estação de trens, que ficava na mesma rua do nosso Hotel.

Onde ficar em Córdoba?
O centro histórico de Córdoba fica a cerca de 20 minutos de caminhada da estação de trens e da rodoviária, que ficam em uma região mais nova e moderna da cidade.

No centro histórico as ruas são estreitas e há restrição para circulação de carros, por isso se estiver carregando malas pesadas ou se for passar apenas uma noite na cidade, considere hospedar-se fora do centro histórico, onde além de ser possível chegar e sair de carro alugado ou táxi sem necessidade de carregar as malas pelas ruas, as diárias são mais baratas.

Nós ficamos no Hotel Córdoba Center (clique aqui para ver o Hotel), um 4 estrelas bem confortável que fica a 650 metros da estação de trens e da rodoviária de Córdoba. A região ainda conta com vários bares e bons restaurantes. Para ir do Hotel ao centro histórico, você pode pegar um ônibus ou caminhar por 20 minutos. Como devolvemos nosso carro alugado na estação e saímos de Córdoba de trem, achamos a localização bem prática.


O que fazer em Córdoba?
Se você tem poucas horas para conhecer a cidade, corra para conferir a Mesquita de Córdoba, mas se for passar pelo menos um dia inteiro na cidade, programe-se para percorrer o centro histórico de Córdoba e descobrir porque a cidade é conhecida como a Cidade das Três Culturas. Abaixo, descrevemos nossa sugestão de roteiro para um dia na cidade:

Caminhada pelo Centro Histórico
Como fazemos sempre, começamos o dia em Córdoba percorrendo os principais pontos de interesse da cidade a pé. Dessa vez, fizemos o Free Walking Tour da empresa Free Tour Córdoba, com a guia Lydia. O passeio é realizado todos os dias em inglês ou espanhol com início às 10:30 na Plaza de las Tendillas no centro da cidade.

Plaza de las Tendillas, ponto de saída do Free Walking Tour em Córdoba

Em cerca de 2 horas e meia, o grupo percorre os principais pontos do centro histórico, considerado patrimônio da humanidade pela Unesco juntamente com a Mesquita de Córdoba.

Durante o Free Walking Tour, percorremos cantos pouco conhecidos da cidade

Durante o percurso, conhecemos templos, palácios, praças, ruínas e construções históricas da cidade que contam como cristãos, judeus e muçulmanos conviveram durante anos. As explicações e histórias únicas contadas pelos guias ajudam a compreender e se encantar mais pela cidade das três culturas.

A Plaza de la Corredera lembra a Plaza Mayor de Madri

O Free Walking Tour termina próximo ao Alcázar de los Reys Cristianos, uma antiga fortificação destruída e reconstruída diversas vezes ao longo dos últimos séculos até ter sua forma atual construída para servir de residência dos reis católicos Isabel e Fernando de Aragão.

Além da bela arquitetura, o Alcázar ainda conta com jardins e fontes que enaltecem a beleza e riqueza do lugar. Diversos atos históricos foram planejados a partir desse local pelos reis católicos, como a reconquista de Granada e a grande viagem de Cristóvão Colombo rumo à descoberta das Américas.

Alcázar de los Reys Cristianos em Córdoba

Após o Free Walking Tour, aproveite para almoçar no centro histórico e recarregar as baterias para continuar percorrendo a cidade. Nós almoçamos no Mercado Los Patios de la Marquesa, uma simpática mistura de mercado e praça de alimentação, onde você pode escolher dentre as mais diversas opções de restaurantes (comida espanhola, mexicana, japonesa, italiana, etc) enquanto almoça em um agradável pátio interno.

Como ninguém é de ferro e férias não combinam com dieta, aproveitamos para saborear um delicioso Waffle com doce de leite de sobremesa. :)

Waffle com doce de leite como recompensa pela manhã de caminhada

Baterias recarregadas e níveis de açúcar devidamente restabelecidos, continuamos nosso passeio até a atração mais impressionante da cidade: a Mesquita-Catedral de Córdoba.


Mesquita-Catedral de Córdoba
Para conhecer a Mesquita-Catedral de Córdoba, você pode optar por fazer a visita guiada ou fazer a visita por conta própria.

Os ingressos para as visitas guiadas à Mesquita-Catedral podem ser comprados antecipadamente no site oficial (clique aqui) por 37 Euros por pessoa. Já a visita sem guia custa apenas 8 Euros por pessoa, mas os ingressos só podem ser comprados na bilheteria da Mesquita no dia da visita. Como optamos por fazer a visita sem guia, tivemos que comprar o ingresso na hora.

Quando chegamos, a bilheteria estava bem cheia pois apenas um caixa estava funcionando. Se isso acontecer com você também, não se desespere, pois há máquinas de auto atendimento para compra dos bilhetes. No entanto, as máquinas só aceitam dinheiro e não aceitavam notas superiores a 20 Euros. Por sorte, estávamos com dinheiro trocado e conseguimos comprar na máquina de auto-atendimento sem filas. Assim, lembre-se de levar dinheiro trocado para economizar um bom tempo na compra dos ingressos.

Além das entradas para a visita à Mesquita-Catedral, pagamos mais 3,50 Euros para ter o audio-guia, disponível em diversos idiomas, inclusive em português. O guia é particularmente interessante pois dentro da Mesquita-Catedral não há placas explicativas e sem o guia certamente você perderá detalhes importantes sobre a incrível decoração do interior da edificação.

Os elementos islâmicos marcam a arquitetura da Mesquita-Catedral

A Mesquita-Catedral de Córdoba é sem sombra de dúvidas a maior atração da cidade e não por acaso. Ela é diferente de qualquer coisa que você já tenha visto antes e, logo ao entrar, o incrível "bosque de colunas" causa um grande impacto em todos os turistas.

O grande bosque de colunas já causa impacto ao entrar na Mesquita-Catedral

Considerado um dos maiores templos religiosos do mundo com cerca de 23.400 metros quadrados, a Mesquita de Córdoba foi construída entre os anos 785 e 988. Porém, a partir do ano 1236 a Mesquita foi convertida em uma Catedral Católica, tornando-se uma construção única em todo o mundo. Onde mais você verá um grande altar de uma Catedral emergindo de dentro de uma grande Mesquita? 

Altar da Catedral emergindo do interior da Mesquita de Córdoba
A visita à Mesquita-Catedral pode ser feita com calma em cerca de 2 a 3 horas e a mistura de elementos arquitetônicos tão distintos deixa a certeza em todos os visitantes de terem presenciado um monumento único na história da humanidade.

Interior da Mesquita de Córdoba

Noite em CórdobaApós conhecer o centro histórico de Córdoba e a Mesquita-Catedral, encerre o dia apreciando a iluminação noturna dos monumentos da cidade, com destaque para a Ponte Romana, construída no primeiro século depois de Cristo no caminho que ligava Córdoba à Roma, e a "Puerta del Puente", uma das portas da cidade antiga que ainda permanecem conservadas.

Puerta del Puente, uma das entradas da antiga cidade de Córdoba

Por fim, jantamos no centro histórico e voltamos para nosso Hotel, de onde saímos no dia seguinte nos despedindo da Andaluzia com destino a cidade de Valência, na região da Catalunha.

Clique aqui para conferir o roteiro completo da nossa viagem de 21 dias pela Espanha, não deixe de acompanhar os próximos posts e Vamos pelo Mundo!


Booking.com

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário