Viagens passadas, presentes e futuras

Onde comer em Madrid

Como dissemos no nosso post sobre Madri (clique aqui para ler), a Espanha é um lugar com uma culinária muito rica, cheia de aromas e sabores para todos os gostos. Por isso, dividimos com vocês alguns lugares onde comemos por lá, incluindo as nossas considerações sobre cada lugar:

Onde comer?

  • Mercado São Miguel:
É o mercado mais turístico de Madri e fica bem próximo da Plaza Mayor, na Plaza de San Miguel s/n.

Em todos os momentos que passamos em frente ou entramos, o mercado estava lotado, mas mesmo assim vale a pena a visita para comer umas tapas ou fazer um jantar informal.

Mercado San Miguel, sempre cheio!

O mercado é amplo, com vários "quiosques" destinados à drinks, tapas e lanches rápidos. As tapas custam cerca de 2 euros cada (variando conforme o "recheio") e as bebidas em torno de 3 euros.

Para quem quer realmente jantar com calma à noite, não é o lugar mais indicado, pois possui pouquíssimas mesas para sentar e o ambiente é bem barulhento.

  • Hamburgueria Bacoa:
Escolhemos essa hamburgueria ao acaso, pela localização próxima a Puerta del Sol e ao apartamento em que ficamos e nos surpreendemos. O ambiente é descolado e os hambúrgueres muito gostosos!

Crédito: bacoa.es

Conforme uma plaquinha informativa no lugar, esta hamburgueria foi criada por um casal que veio da Austrália e se mudou para a Espanha. O resultado foi uma comida gostosa e um ambiente muito legal, com mesas em madeira de demolição e os bancos feitos com caixotes de feira.

Os hambúrgueres (+ batata e refri) custavam um pouco mais de 10 euros e valem realmente por uma refeição. Em cima da mesa ainda estavam disponíveis 3 tipos de molho: pimenta tradicional, sweet chili e barbecue. Experimente todos para saber qual é o melhor! Recomendamos bastante!

  • Ana la Santa:
O restaurante Ana La Santa fica na Plaza Santa Ana, dentro do hotel ME Madrid Reina Victoria da rede Meliá.

Fachada do Hotel ME Madrid Reina Victoria

O Rodrigo estava desesperado para comer um bife, então optamos por esse restaurante que era bem recomendado no TripAdvisor.

Pedimos um bife alto com batatas fritas e não nos decepcionamos. Apesar da Espanha não ser reconhecidamente um grande consumidor de carne bovina, o almoço estava realmente muito bom, o ambiente era super agradável e o atendimento foi impecável!

O preço é um pouco mais salgado do que os dos demais restaurantes que indicamos aqui (cerca de 20 euros o prato), mas nada que vá fazer um rombo muito grande no seu bolso. Vale a pena experimentar!

  • Mercado San Antón:
Este talvez tenha sido o nosso lugar preferido para comer em Madri. É um mercado com lojinhas de azeite, temperos e barzinhos, além de contar com uma área aberta e um restaurante muito charmoso na cobertura, chamado La Cocina de San Antón.

Além disso, possui vários "quiosques" de tapas e outras comidas típicas, com espaços dedicados a mercearia, queijos e vinhos.

Fachada do Mercado San Antón

O Mercado San Antón fica no bairro de Chueca, o bairro moderninho de Madri, na Calle de Augusto Figueroa, 24B. Ele é mais frequentado pelos moradores locais, sendo menos turístico que o Mercado San Miguel.

Jantamos no restaurante localizado na cobertura do mercado e gostamos bastante. Pedi um delicioso sanduíche de lulas fritas (chipironescom pão australiano temperado com alho e o Rodrigo comeu um hambúrguer de dar água na boca. Além do restaurante, vale a pena petiscar pelas outras lojinhas do mercado.

  • Restaurante Sobrino de Botin:
É o restaurante mais antigo do mundo em funcionamento, atestado pelo Guiness Book que fica orgulhosamente exibido na vitrine do restaurante.

Sobrino de Botin, o restaurante mais antigo do mundo

Como o restaurante é muito famoso, recomendamos que faça reserva antecipadamente caso você queira comer por lá. E é bom lembrar que, geralmente, atrasos não são muito bem tolerados. Nós fizemos uma reserva para jantar no restaurante, mas no dia fizemos um tour que acabou mais tarde do que imaginávamos e acabamos perdendo a hora.

Posteriormente, algumas pessoas que foram ao restaurante disseram que a comida não era nada demais, mas ficamos curiosos para saber se era bom. Se você já foi, deixe seu comentário aqui na página e nos conte se valeu a pena. :)

  • Museo del Jamón:
O Museo del Jamón é, na verdade, uma grande cadeia de restaurantes e delicatessens com lojas por toda a cidade. Lá, você vai encontrar uma infinidade de embutidos, com destaque especial para o famoso Jamón espanhol.

Museo del Jamón com uma infinidade de embutidos

O local é ideal para refeições rápidas, servindo tapas e porções de jamón. Com movimento constante ao longo do dia, passamos por algumas lojas que estavam imundas, mas é possível encontrar outras mais limpinhas para não assustar ninguém. A loja da Plaza Mayor tem mesinhas e cadeiras na praça e pode ser uma boa opção para uma pausa gastronômica entre os passeios em Madri.

  • Churros com chocolate:
Como ninguém é de ferro, após uma boa refeição merecemos um doce pra fechar a farra gastronômica com chave de ouro. Depois da Paella, a minha (Alice) maior expectativa em relação à comida era comer o famoso churros espanhol com chocolate.

Você verá que há anúncios de churros com chocolate por todo lado, em todas as esquinas, e muitas pessoas comem nas praças ou nos charmosos cafés espalhados pela cidade.

Seguindo indicações de amigos e também das avaliações do Tripadvisor, fomos até a Chocolatería San Ginés, na Pasadizo San Ginés no 5, para tentar experimentar esta "iguaria". No entanto, em função da fila absurdamente enorme, desistimos imediatamente e fomos experimentar esta tradicional sobremesa em outro lugar.

Assim, escolhemos uma cafeteria próxima ao nosso apartamento chamada Cafe del Príncipe, na Plaza de Canalejas no 5, esquina com a Calle del Principe. O ambiente era acolhedor, as fotos do cardápio eram lindas, as pessoas dentro do restaurante pareciam felizes com seus pratos. Tudo perfeito para finalmente comermos esta maravilha madrilenha e... nos decepcionamos muito!!!

Os churros são salgados e o chocolate parece um chocolate quente sem sabor, não é cremoso e parece mais um achocolatado.

Não sei se demos um tremendo azar na escolha, mas conversamos com outras pessoas que foram à Madri e comeram a sobremesa famosa e também se decepcionaram.

Se você quiser experimentar, vá fundo, mas não vá com a expectativa de comer algo parecido com os churros que temos no Brasil, que são muito melhores!

Enfim, esses foram alguns dos restaurantes e experiências que tivemos em Madri. E você, já comeu em algum destes restaurantes ou tem outras dicas legais de lugares para comer em Madri? Então deixe seu comentário aqui na página para ajudar quem estiver planejando sua viagem.

Além disso, não deixe de acompanhar os próximos posts sobre nossa viagem à Espanha e Vamos pelo Mundo!


Booking.com

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário