Viagens passadas, presentes e futuras

Valle Nevado e Farellones para iniciantes!

Como contamos no post inicial (leia AQUI), uma de nossas principais intenções quando decidimos visitar Santiago em julho/15 era conhecer a estação de esqui de Valle Nevado e brincar um pouco na neve fazendo uma aula para iniciantes.

Pistas de Valle Nevado

Acompanhamos as previsões de neve pelo site de Valle Nevado e nos cadastramos para receber as atualizações gratuitas do site Snow Forecastvimos que o início da temporada de esqui estava atrasando cada vez mais em função da falta de neve (normalmente começa no meio de junho mas em 2015 só começou na segunda quinzena de julho). Isso já era um mau indício, pois para ficar legal para esquiar, a montanha tem que ter bastante neve e esta já deve estar “compactada”, ou seja, “durinha” o suficiente para deslizar o esqui e ninguém se machucar.

Como havíamos gostado do passeio de Viña del Mar e Valparaíso (clique aqui para ler!) que fizemos com a empresa TLT Travel, reservamos o passeio para as estações de Valle Nevado e Farellones com a mesma empresa, mas infelizmente dessa vez não tivemos a mesma sorte.

Furada nº 1! Pra começar, a van chegou ao nosso Hotel com uma hora de atraso em relação ao horário combinado, em função do atraso com um outro casal que estava no passeio. Como as estações de esqui tem horário determinado de funcionamento, uma hora perdida não pode ser recuperada mesmo que o passeio se estenda além do horário marcado.

Após o problema com o horário, embarcamos na van e seguimos viagem até uma loja de aluguel de roupas de neve, botas e equipamentos de esqui e snowboard.


Quem disse que não faz sol forte na estação de esqui?

Furada nº 2! A loja era extremamente pequena para a quantidade de vans, ônibus, carros e turistas que pararam lá, então a dificuldade de achar algo do seu tamanho era enorme e os funcionários não davam o menor suporte (nem os funcionários da loja, nem a guia do nosso passeio). Como ainda chegamos uma hora depois do planejado, as opções de roupas e acessórios disponíveis para aluguel eram ainda menores.

Nesse ponto, você já precisa decidir se quer fazer aula de esqui ou snowboard ou se vai apenas conhecer as estações. Diante do verdadeiro inferno que estava a loja para aluguel dos equipamentos, decidimos não fazer aula e alugamos apenas as roupas impermeáveis para ficar na neve e conhecer as estações. Caso gostássemos, ainda poderíamos retornar para fazer aulas no dia seguinte. 


Alice descansando um pouco 
Furada nº 3! Ninguém sabia informar com certeza o valor que seria cobrado pela aula quando chegássemos nas estações, então quem optou por alugar os equipamentos de esqui, alugou sem saber ainda quanto pagaria efetivamente pelas aulas. Ao final, um dos brasileiros que estava conosco na van pagou USD 100 por apenas uma hora de aula (valor por pessoa). Como decidimos não alugar os equipamentos, nos livramos de mais essa furada!

O passeio incluía a visita às estações de Valle Nevado e Farellones, pois ambas ficam na mesma montanha. Farellones é a estação mais baixa, menor, com menos neve e muito usada por iniciantes e famílias com crianças em função das pistas apresentarem um grau de dificuldade reduzido. Já Valle Nevado é a estação mais alta, com uma estrutura melhor e pistas de todos os níveis de dificuldade, que atendem desde iniciantes até esquiadores mais experientes.

O percurso do passeio previa que fossemos direto para Valle Nevado e depois parássemos em Farellones antes de ir embora, porém como já havíamos perdido muito tempo com o atraso da van e com a desorganização da loja de aluguel de equipamentos, nossa primeira parada foi em Farellones, mas apenas para comprar os ingressos para a estação e para o "Tubing", uma espécie de tobogã onde você desce dentro de uma bóia parecida com um pneu!


Tudo pronto para descer no Tubing

Furada nº 4! Quando chegamos em Farellones, precisamos enfrentar uma fila gigante para comprar os bilhetes de entrada. Depois de ficar mais de 40 minutos na fila, conseguimos comprar os tickets, mas tivemos que esperar o grupo todo comprar para continuar o passeio.

A guia explicou que a agência comprava os ingressos antigamente para evitar que se perdesse tempo na fila, mas pararam de fazer isso porque os clientes desistiam daquele pacote ou mudavam o dia do passeio e eles não conseguiam reembolso pelos ingressos, então simplesmente desistiram de fazer essa "gentileza".

Assim, se reservar um passeio desses, verifique junto à agência ou guia se os ingressos já estarão disponíveis para evitar que você perca mais tempo à toa.

Depois de muito estresse e ingressos comprados para entrar em Farellones mais tarde, finalmente seguimos viagem morro acima até Valle Nevado.

Valle Nevado tem uma estrutura bem melhor que Farellones e conta inclusive com 3 hotéis de diferentes categorias para quem quer esquiar ao sair da cama! Entretanto, quando pesquisamos a possibilidade de nos hospedar em Valle Nevado, vimos que eles só aceitavam reservas com mínimo de 3 noites, o que nos fez desistir e optar por ficar todas as noites em Santiago mesmo.


Hotel Puerta del Sol, uma das opções de hospedagem em Valle Nevado

Para quem já sabe esquiar ou quer fazer uma viagem exclusivamente focada no esqui ou snowboard, vale a pena considerar passar algumas noites lá, mas se você não tem experiência e/ou quer apenas se divertir na neve, sugerimos que você considere se hospedar em Santiago mesmo e passar um dia na montanha, pois não há mais nada para se fazer lá além da pista de esqui.

Ficamos somente alguns minutos em Valle Nevado para conhecer a estação e tirar algumas fotos e em seguida entramos na van novamente para voltar à estação de Farellones.

Chegando em Farellones mais uma vez, antes de entrarmos na estação, fomos direto almoçar no restaurante que fica à beira da área das pistas. O restaurante não era muito barato, mas a comida estava gostosa e o visual das pistas de esqui é bem bonito.

Vista do restaurante para a pista de Farellones

Após o almoço, fomos finalmente aproveitar as "atrações" de Farellones. No nosso caso, andamos no Teleférico e fizemos o Tubing (descida de bóia), mas você pode conferir as outras atrações no site do Parque de Farellones.

O Tubing é uma espécie de tobogã na neve, onde você desce a montanha sentado numa bóia. É diversão garantida para a família toda, mas depois de algumas descidas, o negócio fica repetitivo.


O Tubing é diversão garantida

Ao sairmos do Tubing, pegamos o Teleférico que nos deixou na parte mais baixa da estação de esqui. O trajeto é razoavelmente longo, cerca de 10 minutos em cada trecho, mas lá em baixo não há muito o que fazer além de caminhar na neve e tentar construir o seu boneco de neve.


Teleférico em Farellones

Por sorte, conseguimos achar um boneco de neve "semi-pronto" e após alguns pequenos ajustes aproveitamos para tirar uma foto com o Olaf Chileno.


Confraternização com o boneco de neve

Nos despedimos de nosso amigo de neve e pegamos o teleférico de volta para a parte mais alta da estação onde a van já nos esperava para retornarmos a Santiago.

Apesar de todo o sufoco e estresse do dia e de não conseguirmos fazer a aula de esqui como pretendíamos, nos divertimos bastante nas estações, porém achamos melhor não voltar no dia seguinte como havíamos planejado anteriormente e decidimos dedicar um dia a mais a Santiago.

Por fim, deixamos algumas dicas úteis para quem está planejando uma visita às estações de Valle Nevado e Farellones:

DICA 1: Não recomendamos subir a montanha por conta própria porque a estrada é estreita e sinuosa e, além disso, estará cheia de neve, podendo ser necessário o uso de correntes nos pneus para não derrapar. A menos que você já esteja acostumado a dirigir na neve, achamos mais seguro optar por uma excursão ou contratar um transfer, pois não há acostamento ou proteções na maior parte da estrada, o que pode ser um grande problema para motoristas inexperientes. Aliás, no dia que visitamos a estação vimos um acidente super feio no caminho de subida.


DICA 2: Para as pessoas que enjoam facilmente em serras, vale a pena tomar um remédio para não chegar lá em cima passando mal. Caso você tenha esquecido de levar o seu remédio do Brasil, você pode encontrar facilmente nas farmácias em Santiago o remédio chamado "Mareamim", que é semelhante ao Dramim que conhecemos aqui no Brasil).

E você, já conheceu Valle Nevado e Farellones? O que achou? Tem alguma dica legal para compartilhar?

Conta pra gente aqui nos comentários, não deixe de acompanhar os próximos posts e Vamos pelo Mundo!


Booking.com

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário